Black Eyed Peas - 04/11/2010

Attention: open in a new window. PrintE-mail
“Let’s get started” foi o comando dado pela banda Black Eyed Peas na abertura do show de encerramento de sua turnê brasileira, que passou por nove capitais e se despediu no Morumbi, em São Paulo. Contrariando expectativas, o show começou pontualmente às 22h e animou os fãs por mais de duas horas, ao som de hits novos e antigos.
 
Antes da banda subir ao palco, quem fez a vez da abertura foi o DJ David Getta, responsável por hits como When Love Takes Over, com Kelly Rowland e o próprio I Gotta Feeling dos Black Eyed Peas. Durante sua apresentação o cantor Akon surgiu, de surpresa, para cantar Sexy Bitch, arrancando gritos histéricos da plateia.
 
Esse foi apenas o aquecimento para a atração principal. O grupo formado por Fergie, Will.i.am, Taboo e Apl.de.Ap. conseguiu levar a multidão que os assistia a momentos de êxtase. O vazio que se via em algumas partes da arquibancada foram preenchidos pela alegria e energia trocadas entre músicos e fãs. Where is the Love, Shut Up, Don’t Lie, Pump It, Rock That Body, e todos os outros hits entoados durante a apresentação, foram cantados como hinos pelos fãs da banda.
 
De longe, a integrante que mais chamava a atenção do público e dos flashs era a vocalista Fergie. Engana-se quem pensa que a voz seja a maior das destrezas da moça. Uma vez ou outra soltava uma nota poderosa e muito melhor do que ouvimos no CD, mas no geral não saia do básico, com alguns gritos estridentes. Porém a sua presença de palco é marcante, e o grande sucesso de sua carreira solo, principalmente nas canções melosas, como Big Girls Don’t Cry, justificam o grande interesse do público pela moça.
 
O concerto abriu espaço para que todos os integrantes tivessem um momento a sós com o público. Taboo invocou a presença do cantor latino Juanes, que deu as caras pelo telão saudando o público. Apl.de.Ap. cantou alguns de seus hits e incluiu palavras em português na letra, o que levava os fãs a gritarem mais ainda. Ouvi-lo falar frases como “menina, que bonita” e “gostosa” foi, no mínimo, curioso.
 
Fergie cantou três de seus inúmeros hits. Fergalicious, Glamourous e Big Girls Don’t Cry e fez o público cantar e se emocionar ao ponto de ninguém se dar conta do playback utilizado pela cantora em alguns momentos.
 
Por último foi a vez de Will.i.am, todo metalizado, e com efeito de robotização na voz até para falar, tomar conta do palco. O cantor entoou o nome da capital paulista diversas vezes em uma discotecagem que mixava ao vivo. Em sua apresentação homenageou grandes nomes como Michael Jackson, Red Hot Chilli Peppers, Nirvana, entre outros.
 
A banda e o Brasil
 
Absolutamente, uma das características mais marcantes do show foram as diversas homenagens feitas ao Brasil. Tanto a cultura popular do país, como sua bandeira, foram usados durante o show, algo que muitos cantores nacionais simplesmente ignoram. Durante a música Mais que Nada, parceria do grupo com o compositor Sergio Mendes, várias passistas de escola de samba transformaram o palco com suas fantasias típicas de carnaval e performances dignas de uma escola de samba.
 
O momento solo de Will.i.am também foi marcado por um forró de raiz, tocado pelo cantor e produtor. Ao primeiro som do “triângulo” as pessoas já mostravam identificação.
 
Ao final do show, antes do bis que continha as músicas Boom Boom Pow e I Gotta Feeling, Will.i.am fez um discurso sobre o amor que sente pelo Brasil. O cantor revelou que, dos nove shows que fizeram por aqui, o de São Paulo foi o melhor. E jurou, em português, que não estava mentindo. Revelou, também, o desejo de comprar um apartamento em São Paulo no próximo ano, trocando Los Angeles por nossa terra da garoa.
 
Will tocou também em assuntos políticos, ao mencionar que o país está muito diferente desde sua primeira visita. Ressaltou que os próprios brasileiros cresceram e que isso é visto em todos os lugares do mundo. Deixou ainda um desejo que a presidente eleita consiga continuar esse crescimento exponencial.
 
Enrolado na bandeira nacional, o cantor encerrou seu discurso para dizer que tinha “uma sensação de que a noite estava muito boa”.

Mais fotos aqui.

Fotos por Marcos Hermes/Divulgação

Facebook

AGENDA

<<  April 2014  >>
 Mon  Tue  Wed  Thu  Fri  Sat  Sun 
   1  2  3  4  5  6
  7  8  910111213
14151617181920
21222324252627
282930    

NEWSLETTER

Deixe seu nome e e-mail para receber nossa newsletter.