Free - Fire and Water

Attention: open in a new window. PrintE-mail

 

divulgaçãoQue música cativante. Ela tem a guitarra de Paul Kossoff e a levada que Simon Kirke leva na bateria é relaxante, o  que dá o charme desta daqui. O solo de guitarra é auxiliado pela percussão (sempre precisa e certeira), que consegue manter um  clima tropical a música. Ou seja, é descontraída e inteligente ao mesmo tempo. Vale a pena escutar mais vezes, seguidamente, e de novo e de novo...

HEAVY LOUD é uma outra canção lenta, mas lenta no sentido  progressivo. Dramática a interpretação de Paul Rodgers nos vocais, que com aquele piano de fundo ganha sombras sonoras de fazer inveja ás maiores bandas progressivas. Atrevo-me a dizer que chega a ser um blues progressivo. Se isso existe não sei, mas o FREE chegou perto. 

MR. BIG é tão legal que deu nome serviu de inspiração para o nome de uma banda anos mais tarde. Andy Frasser desliza o seu baixo em uma melodia intensa, enquanto Kossoff faz estragos com a sua guitarra. Novamente a influência do jazz. Parece que a banda esta apenas improvisando no estúdio, brincando entre uma gravação e outra. O refrão quebra o ritmo tranqüilo da música antes da volta ao normal. Mais um solo intenso de Kossoff e pronto, tudo feito com precisão e harmonia. Andy Fraser se destaca aqui, disparadamente. Escute e perceba.

No final, as melhores. DON’T SAY YOU LOVE ME é uma das melhores baladas do rock. Nem o Whitesnake na fase farofa dos anos oitenta conseguiria atingir tal grau de perfeição.Mais uma vez o blues serviu como base para esta daqui. É emocionante escutar qualquer música que a gente sente que foi feita com o coração aberto. A dor de cotovelo é grande aqui, mas em nenhum  momento chega  ser brega. Apesar de ter mais de seis minutos, a impressão é de que ela acaba de maneira muito rápida. Nota dez para esta aula de bom gosto.

A melhor do disco chega então. ALL RIGHT NOW dispensa maiores explicações. É esta daqui que “catapultou” a banda entre as grandes dos anos setenta. Ao lado de Smoke on the Water (Deep Purple) e de Paranoid (Black Sabbath), ALL RIGHT NOW tem a guitarra mais marcante e identificável do rock. Enquanto  o Kirke  manda ver na progressão da canção, Rodgers mais uma vez dá cor ao som de FREE enquanto Kossoff sola de maneira intimista para, depois, voltar com tudo na parte inicial. Álbum escutado, álbum descrito, álbum aprovado.

O que? Se valeu a pena comprar este FIRE AND WATER? Bem, acho que a minha percepção de música teve profundas alterações e meus ouvidos me agradecem sempre que podem. Quer uma banda que satisfaça a sua mente mas que não abuse de guitarras distorcidas sem propósitos? Então faça um grande favor para si mesmo e procure qualquer disco do FREE. Se for o disco mencionado acima, pode confiar.

Por Aroldo Glomb

 

Facebook

AGENDA

<<  April 2014  >>
 Mon  Tue  Wed  Thu  Fri  Sat  Sun 
   1  2  3  4  5  6
  7  8  910111213
14151617181920
21222324252627
282930    

NEWSLETTER

Deixe seu nome e e-mail para receber nossa newsletter.