Beatles - Revolver

Attention: open in a new window. PrintE-mail
Taxman é de George Harrison. Será que ele não tinha mais músicas como esta na manga antes? Engraçado como ele só teria se firmado como compositor nesta fase da banda e a coerência falou mais alto na hora de escolher qual seria a música de abertura. Eleanor Rigby segue a mesma fórmula de Yesterday, só que os instrumentos de corda servem como ritmo e melodia para Paul McCartney. Em Yesterday, as cordas apenas acompanharam o beatle em seu violão. I’m Only Sleeping é uma das minhas favoritas de Lennon, uma vez que o meu preferido deles é McCartney (musicalmente falando, claro). Lennon acertou a mão e a utilização de guitarras gravadas ao contrário no solo (uma inovação) deram à letra uma dinâmica interessante. Lennon tem meu respeito por causa desta musica e de A Day in the Life, de 1967.

Love You Too é uma música com influência indiana, com cítara e tudo, 100% Harrison. Diferente, porém, era o espírito do guitarrista naquele instante. Esta música é um dos resultados das experimentações do grupo, com recursos de gravações e utilização de novos sons. Here, There and Everywhere é mais uma canção de Paul, que se mostrava cada vez mais voltado às baladas e musicas politicamente corretas, tanto que ele escreveu Yellow Submarine para Ringo Starr cantar. O resultado não poderia ficar melhor, afinal a voz do baterista tem o espírito do desenho animado, de criança brincando no quintal de casa. Ao contrário de Lennon, que manda She Said She Said, uma canção agitada que aborda experiências com drogas com uma boa guitarra e refrão cativante, típico deles. Good Day Sunshine tem um belo piano de entrada. É uma canção limpa, sem interferência de guitarras distorcidas. And Your Bird Can Sing é uma brincadeira com palavras (o seu pássaro pode cantar/transar?). Este bom humor, tipicamente inglês, produz pérolas fantásticas e engraçadas.

Musicalmente, encontramos aqui uma banda antenada com os sons roqueiros emergentes (ou seriam as bandas emergentes que estavam se inspirando neles. Claro que a resposta você sabe). For No One é uma valsa. A letra fala de alguém tentando convencer um amigo a esquecer a ex- namorada, já que ela não está chorando por ele. Uma boa opção caso o(a) seu (sua) parceiro(a) esteja querendo arranjar uma “música tema para namoro”, como quando alguém diz  “ é a nossa música”. Doctor Robert é de John Lennon e possui a melhor linha de guitarras do disco. I Want to Tell You, de Harrison, é o ponto fraco. Claro que você não precisa concordar comigo, mas acho ela um pouco repetitiva e cansativa. Aqui, o REVOLVER dos Beatles falhou no disparo. Got to Get You Into My Life tem um clima de jazz, com um naipe fantástico mandando chumbo e dando um clima de anos 30 na canção.

Lennon fez Tomorrow Never Knows, totalmente composta no acorde em “C” (dó maior) com todos os presentes no estúdio fazendo efeitos com pedaços de fitas K7. Eles ficavam passando aleatoriamente os pedaços de fita em cabeçotes enquanto gravavam, além de outros truques de estúdio. A letra falava sobre o livro tibetano dos mortos, por isso ele usou uma frase descontraída que Ringo proclamou para colocar no título da canção. Lennon estava sempre roubando a cena de Paul. E vice e versa. Talvez seja por este motivo que tínhamos, senhoras e senhores, uma disputa musicalmente saudável. Tínhamos THE BEATLES!

Por Aroldo Glomb

Facebook

AGENDA

<<  April 2014  >>
 Mon  Tue  Wed  Thu  Fri  Sat  Sun 
   1  2  3  4  5  6
  7  8  910111213
14151617181920
21222324252627
282930    

NEWSLETTER

Deixe seu nome e e-mail para receber nossa newsletter.