Alice Cooper - School´s Out

Attention: open in a new window. PrintE-mail

 

divulgaçãoO  disco abre com o hino de todo estudante que tem que acordar cedo para enfrentar os livros. Até hoje, duvido que alguma musica se compare à School’s Out (talvez No Class, do Motorhead, Another Brick the Wall, do Pink Foyd, tenham atingido este patamar). O grito visceral da Tia Alice ecoa logo após a abertura explosiva da canção. Meu Deus! Uma dádiva escutar isso, mesmo após mais de três décadas! Glen Buxton  não é mais daqueles guitarristas que se utilizam de uma banda para se sobressair. Dennis Dunaway marca em definitivo um estilo de baixo que gruda na cabeça. Pulsante e forte, ao lado da batera de  Neil Smith , sempre firme lá atrás nas baquetas e bumbos. Os teclados de Michael Bruce (que também fazia às vezes da guitarra) são fundamentais na atmosfera deste álbum. Se duvidares, basta escutar  o piano ao fundo e ver se não há referências aos anos cinqüenta na forma de tocar. Claro, de uma forma muito mais agressiva. Belo começo de disco.

A verdadeira ´aula´ de rock chega na certeira Luney Tunes, onde a porrada corre solta. Literalmente! O ritmo é bem quebrado, mas a banda manda bem até mesmo com violinos de fundo e sintetizadores desenfreados ao longo da faixa. A canção segue desacelerando até o final, quando entra Dennis Dunaway, é a aula de baixo que faltava: Gutter Cat Vs. The Jets mostra o que eu afirmei ali acima. A guitarra é espetacular, mas os outros instrumentos também são ´principais´ e soam como se cada um fosse o real, digamos, ´dono da banda´. Isso em um disco de  um artista SOLO, imaginem... Percebam o clímax criado pelos teclados para a batera hipnótica no meio da música.

Já a pequena Street Fight (com  menos de um minuto) serve apenas para preparar terreno para  a introdução bluesy de Blue Turk e os instrumentos de sopro que chegam com uma dor incrível, digno de um blues, com clima descontraído, que a banda era capaz de proporcionar. O sax praticamente chora em meio à levada jazz da cozinha da banda! Fantástico mesmo, digno de um leve despertar em um domingo de manhã  ou de uma ´saideira´  em um bar após a meia noite.

O ponto alto do trabalho chega nas escalas que sobem e descem sem parar em My Stars. Uma canção que não deve em anda para a musica título. Soberba e imponente, os acordes de piano passeiam livremente ao longo dos seus quase seis minutos. O refrão é daqueles que grudam mesmo, com direito a lálálálálá  e tudo mais! Mas o melhor é que o nosso herói, Alice Cooper, faz da música o que ele quiser e vai terminando esta de maneira suave e feroz. Parece um ataque de cobra  no meio da noite (aliás, o bichinho preferido  pelo nosso herói em palco). Bem, escute lá... e tire as suas conclusões.

E por falar em animais, chegamos na Public Animal # 9, que  tem a levada mais dançante até aqui. Boa em tudo, principalmente  no equilíbrio na base de fundo e na criatividade de Glen Buxton nos solos. Talvez as coisas mais estranhas deste disco estejam nas ultimas canções:  Alma Mater e Grand Finale são mais experimentais que as demais porradas até aqui presenciadas.

A primeira, Alma Mater, é uma pseudo-balada, com um clima meio ´interior´ mas, ao mesmo tempo, psicodélico. Os vocais de Alice, com direito à backing vocals de apoio ecoando com efeitos, deixam a canção bucólica e moderna ao mesmo tempo. A última é uma canção instrumental (isso mesmo, uma canção instrumental em um álbum de um artista solo!!!) que lembra muito Eric Clapton. Aqui, é possível escutar uma referência à musica My Stars nos sintetizadores. Animal mesmo!!!

Então, a conclusão que podemos tirar é que Alice Cooper era um professor do rock, para os seus seguidores e até mesmo para os seus  asseclas do conjunto.  Todos tinham chance na banda, aqui está a prova. SCHOOL’S OUT não é clássico do rock... é lição obrigatória para casa!   

Por Aroldo Glomb

 

Facebook

AGENDA

<<  April 2014  >>
 Mon  Tue  Wed  Thu  Fri  Sat  Sun 
   1  2  3  4  5  6
  7  8  910111213
14151617181920
21222324252627
282930    

NEWSLETTER

Deixe seu nome e e-mail para receber nossa newsletter.