Fresno - Redenção

Attention: open in a new window. PrintE-mail
divulgação

Em entrevistas recentes, o vocalista do grupo, Lucas Silveira, disse que a sonoridade do novo álbum lembraria bandas como Keane e Coldplay - uma mudança e tanto não? Bom, existem sim elementos que lembram o trabalho destas bandas, pelo menos nas três primeiras canções do álbum: Sobre Todas as Coisas Que Eu, Não Quero Lembrar e Uma Música. Todas com teclados saltando aos ouvidos e um trabalho vocal diferente do que ficamos acostumados a ouvir nos trabalhos anteriores. Mas, para alegria dos fãs, a "mudança" quase desaparece quando os primeiros acordes de  Contas Vencidas, já velha conhecida, começa. Ou seja, o velho Fresno continua lá, firme e forte.

Ao compararmos este Redenção com o trabalho anterior, Ciano, é possível perceber uma banda um pouco mais madura, principalmente nas letras - apesar de elas continuarem tratando dos mesmos assuntos, mas de uma forma um pouquinho diferente e mais bem construídas. Os arranjos, com algumas exceções mantém o clima dos trabalhos anteriores, mas a produção, que já era boa em Ciano, mostra que um bom estúdio e a mão de quem sabe o que o povo quer ouvir faz uma grande diferença: instrumentos limpos, vocal bem colocado, sem gritar e, ainda bem, longe de se manter em um único tom - ponto para Lucas.

Claro que a banda não seria maluca de mudar seu estilo e correr o risco de perder os fãs conquistados até agora - e que foram os responsáveis pela ida do Fresno para a Arsenal, que trabalha com NX Zero e CPM 22, entre outros. Então os fãs, que já devem ter baixado o CD na internet, não têm o que temer? Pelo menos por enquanto não, mas a tendência é que a banda vá deixando a seara emo cada vez mais de lado e aposte em algo mais acessível, radiofonicamente falando, e que deixe os estereótipos de lado, afinal, sabemos que emo é considerado palavrão por muita gente. Mas preste atenção no arranjo de Europa, este pode ser o sínal de que as mudanças serão muito bem vindas.

Claro que nem tudo são flores, não dá pra entender a opção em regravar três canções já lançadas: Polo e Contas Vencidas, lançadas no MTV ao Vivo, e Alguém Que Te Faz Sorrir, "hit" de Ciano. Se a banda queria provar que estava mudando, nada mais justo que colocar canções inéditas, certo?

Com 30 mil discos já vendidos de seus três primeiros trabalhos, mais de 750 mil downloads de suas músicas em sites especializados, o Fresno é a bola da vez da indústria fonográfica e só se acontecer algum desastre estes quatro gaúchos não serão um dos grandes sucessos do ano.

Álbum: Fresno - Redenção
Selo: Arsenal/Universal
Ano: 2008

Facebook

AGENDA

<<  April 2014  >>
 Mon  Tue  Wed  Thu  Fri  Sat  Sun 
   1  2  3  4  5  6
  7  8  910111213
14151617181920
21222324252627
282930    

NEWSLETTER

Deixe seu nome e e-mail para receber nossa newsletter.