Contatos de além-túmulo

Attention: open in a new window. PrintE-mail

Apesar de toda essa experiência teórica, literalmente borrei as calças quando fui numa sessão espírita onde testemunhei a manifestação dos que já bateram as botas. O fundilho da minha ceroula samba-canção ficou enegrecido com o que vi naquela mesa branca. Uma senhora muito distinta, que chega a lembrar minha mãe, depois de algumas orações e recomendações, perguntou-me se eu queria falar com alguém especial. Pensei em John Lennon mas a revista Zero já havia feito uma entrevista além-túmulo com o ex-beatle e eu não queria repetir a dose. Então decidi por Jim Morrison, a voz dos Doors.

- A quem eu devo chamar, meu jovem?

- Chame pelo nome de Jim Morrison, minha senhora.

-Jim Morrison está presente? Venha à nós, Jim...Jim..Jim...

- Chame pelo nome de Jim Morrison, minha senhora.

-Jim Morrison está presente? Venha à nós, Jim...Jim..Jim...

A vela da mesa de apagou como se alguém estivesse soprado. Neste momento, eu já apavorado, estava com a região anal praticamente lacrada, mas me mantive firme.

-Hey, it´s me. Jim.

As palpitações do meu frágil coração se confundiam com a bateria de uma escola de samba em 78 rpm.

-Jim, sou um grande fã seu. Amo sua banda.

-Yes baby. So, light my fire (com uma voz gultural).

-Como é estar morto?

-Yes baby. So, light my fire (com uma voz gultural).

-Como é estar morto?

(neste ponto, seguem as respostas traduzidas).

- Baby, é muito esquisito. Ainda não me acostumei com a idéia...

- Depois de todo esse tempo?

-Que tempo, que tempo? Estou aqui não tem uma semana.

-Mas pra nós, os vivos, você morreu há 34 anos.

-Fuck off. Ainda sinto o gosto da xereca da Pam misturado com Jack Daniels na minha boca.

-O tempo passa (a essa altura já estava mais relaxado). Tem alguém aí com você?

-Onde?

-Aí no céu.

-Céu? Aqui é o céu?

-Sei lá. Descreva onde você ´vive´ (sem querer ser irônico e fatalmente sendo).

-Cara, aqui não tem álcool, não tem mulheres gostosas, não tem fumo. Isso aqui deve ser o inferno.

-E o que você faz pra passar o tempo?

-Tempo? Eu sei lá. Fico escrevendo poesia e estou esperando o Ray chegar logo pra ele musicar.

-Sabia que os Doors voltaram a se apresentar com um vocalista novo?

-Fuck off. Aqueles f.d.p nem deixaram meu corpo esfriar...

-Pois e. O vocalista é de uma banda chamada The Cult e ele canta muito bem.

- Depois de todo esse tempo?

-Que tempo, que tempo? Estou aqui não tem uma semana.

-Mas pra nós, os vivos, você morreu há 34 anos.

-Fuck off. Ainda sinto o gosto da xereca da Pam misturado com Jack Daniels na minha boca.

-O tempo passa (a essa altura já estava mais relaxado). Tem alguém aí com você?

-Onde?

-Aí no céu.

-Céu? Aqui é o céu?

-Sei lá. Descreva onde você ´vive´ (sem querer ser irônico e fatalmente sendo).

-Cara, aqui não tem álcool, não tem mulheres gostosas, não tem fumo. Isso aqui deve ser o inferno.

-E o que você faz pra passar o tempo?

-Tempo? Eu sei lá. Fico escrevendo poesia e estou esperando o Ray chegar logo pra ele musicar.

-Sabia que os Doors voltaram a se apresentar com um vocalista novo?

-Fuck off. Aqueles f.d.p nem deixaram meu corpo esfriar...

-Pois e. O vocalista é de uma banda chamada The Cult e ele canta muito bem.

(neste ponto, a Senhora sobe na mesa e tenta mijar em cima de mim).

-Porra, cadê meu pau? Meu pau de lagarto? Porra, porra...

-Jim, você esta provisoriamente no corpo de uma mulher.

Ouvindo isso, Jim (ou a senhora) dá um berro, se joga da mesa e se contorce no carpete cor de fundo de caixão.

A região anal novamente se contraiu.

-Filho da puta, filho da puta...

De repente volta a Dona Vera.

-O que aconteceu?

-Nada de importante...

Deixei-a se recompor e arrisquei.

- Posso pedir outra pessoa?

-Quem, meu filho?

-Pode ser Janis Joplin?

-Vou tentar. Janis Joplin está conosco? Atenta Janis Joplin...Janis...Janis...Jan..

A mulher revirou os olhos e começou a falar meio rouco.

-O que tu quer, porra? (já traduzido)

-Janis, eu adoro você.

-Qualé, big brother? Quer me comer?

-Não Janis. Adoro sua voz, sua maneira de cantar.

- Não quer me comer porque tu me acha feia? Eu quero uma boa trepada e um litro de whisk barato.

-Falando nisso (trepada), você lembra do Serguei?

-Quem?

-Serguei. Você esteve com ele no Brasil.

-Onde?

-No Rio de Janeiro, no Brasil, Buenos Aires (tive que usar a referência que os gringos têm do país). Você sabe, carnaval, tango, caipirinha, feijoada...

-Era um cara meio viado e feio que fazia uns bicos com a boca?

-É, acho que sim.

-Lembro vagamente. Já trepei com tanta gente que nem me lembro mais (pensei que ela tivesse adaptado a letra de ´Pais e Filhos´). Tem um fuminho ai?

-Não tenho.

-E pinga?

-Não.

-Então vai se f...

-Jim, você esta provisoriamente no corpo de uma mulher.

Ouvindo isso, Jim (ou a senhora) dá um berro, se joga da mesa e se contorce no carpete cor de fundo de caixão.

A região anal novamente se contraiu.

-Filho da puta, filho da puta...

De repente volta a Dona Vera.

-O que aconteceu?

-Nada de importante...

Deixei-a se recompor e arrisquei.

- Posso pedir outra pessoa?

-Quem, meu filho?

-Pode ser Janis Joplin?

-Vou tentar. Janis Joplin está conosco? Atenta Janis Joplin...Janis...Janis...Jan..

A mulher revirou os olhos e começou a falar meio rouco.

-O que tu quer, porra? (já traduzido)

-Janis, eu adoro você.

-Qualé, big brother? Quer me comer?

-Não Janis. Adoro sua voz, sua maneira de cantar.

- Não quer me comer porque tu me acha feia? Eu quero uma boa trepada e um litro de whisk barato.

-Falando nisso (trepada), você lembra do Serguei?

-Quem?

-Serguei. Você esteve com ele no Brasil.

-Onde?

-No Rio de Janeiro, no Brasil, Buenos Aires (tive que usar a referência que os gringos têm do país). Você sabe, carnaval, tango, caipirinha, feijoada...

-Era um cara meio viado e feio que fazia uns bicos com a boca?

-É, acho que sim.

-Lembro vagamente. Já trepei com tanta gente que nem me lembro mais (pensei que ela tivesse adaptado a letra de ´Pais e Filhos´). Tem um fuminho ai?

-Não tenho.

-E pinga?

-Não.

-Então vai se f...

Dona Vera voltou. Senti que a velhinha estava quase sem força mas arrisquei mais um pedido.

-Da pra chamar o Tim Maia?

-Meu filho, estou cansada. Este contato com os mortos suga nossa energia.

-Por favor, por favor...é o último por hoje.

-Vou tentar mas não garanto nada. A última vez que tentei falar com ele, fiquei esperando um tempão e ele não apareceu. Tim Maia, venha atá nós...Tim Maia, Tim Maia, Tim, Tim...

-Meu filho, estou cansada. Este contato com os mortos suga nossa energia.

-Por favor, por favor...é o último por hoje.

-Vou tentar mas não garanto nada. A última vez que tentei falar com ele, fiquei esperando um tempão e ele não apareceu. Tim Maia, venha atá nós...Tim Maia, Tim Maia, Tim, Tim...

(novos ventos vindos de não sei onde)

-Que porra de iluminação é essa (voz de trovão)?

-Tim Maia?

-Que tú quer malandro?

-Tim, como você está?

-Eu estou morto, caralho.

-(sem graça) eu sei. Mas como é estar morto?

-Porra, é deixar de estar vivo. Tu sofre de alguma doença mental, mermão?

-Não, eu estou bem. Só curioso. Tem alguém aí com você?

-Tem muito nego por aqui. Até formei uma banda com uma rapaziada da pesada pra fazer um sonzinho. O problema que a porra da acústica é uma merda. Não ouço nada.

-Quem toca na banda?

-Só gente boa. O Jimi (deve ser o Hendrix) na guitarra, Bonhão (deve ser o John Bonhan) na bateria e o Paul (McCartney?) no baixo. E eu no vocal, é claro.

-Esse Paul é aquele dos Beatles?

-Ele mesmo, gente fina.

-Mas ele ainda está aqui conosco.

-Tu se engana, bicho. O cara veio pra cá quando os Beatles ainda estavam juntos. O que taí é um camaradinha que fez plástica e ficou no lugar dele.

-Tim Maia?

-Que tú quer malandro?

-Tim, como você está?

-Eu estou morto, caralho.

-(sem graça) eu sei. Mas como é estar morto?

-Porra, é deixar de estar vivo. Tu sofre de alguma doença mental, mermão?

-Não, eu estou bem. Só curioso. Tem alguém aí com você?

-Tem muito nego por aqui. Até formei uma banda com uma rapaziada da pesada pra fazer um sonzinho. O problema que a porra da acústica é uma merda. Não ouço nada.

-Quem toca na banda?

-Só gente boa. O Jimi (deve ser o Hendrix) na guitarra, Bonhão (deve ser o John Bonhan) na bateria e o Paul (McCartney?) no baixo. E eu no vocal, é claro.

-Esse Paul é aquele dos Beatles?

-Ele mesmo, gente fina.

-Mas ele ainda está aqui conosco.

-Tu se engana, bicho. O cara veio pra cá quando os Beatles ainda estavam juntos. O que taí é um camaradinha que fez plástica e ficou no lugar dele.

(pasmei...meu mundo caiu)

-Que tipo de som vocês fazem?

-Ih mano. Som infernal...hehehehehe.

-Tem visto o Elvis?

-O cara está sujo por aqui. Vive dizendo que e o rei mas o dono do lugar não gosta muito disso não. Falaram que ele iria reencarnar num cantor de pagode paulista só pra deixar de ser besta.

-Acabei de falar com o Jim Morrison...

-Ih, esse aí é foda. Quer comer todo mundo. Não dispensou nem a Aracy (de Almeida). O cara só pensa em trepar.

-Quem mais você tem contato?

-Olha, o cara que me pentelha por aqui é um tal de Leandro. Pô Tim, me ensina a cantar, me ensina a cantar. Meu irmão, tu já era. Morreu. Me deixa em paz. Mas o cara é pentelho pra caralho.

-Sabe se alguém já voltou?

-A rádio peão daqui me disse que o tal do Kurt (Cobain) vai voltar praí. Dizem que ele morreu antes do tempo e vai pagar a pena tocando numa banda decadente de axé. Falaram que agora sim ele vai ter razão pra se matar.

-Cara, isso sim é castigo.

-Outro que se fudeu foi o Flávio Cavalcante. Vai voltar pra ser VJ da MTV. Além de ter que nascer retardado ainda vai ter que apresentar clip cu...hahahahaha (risada vulcânica)

Quando eu já estava ficando íntimo do cara, a Dona Vera resolve voltar.

-Ai meu Deus. Quase não volto. Esse espírito era muito pesado. Estou muito tonta...

-Ih mano. Som infernal...hehehehehe.

-Tem visto o Elvis?

-O cara está sujo por aqui. Vive dizendo que e o rei mas o dono do lugar não gosta muito disso não. Falaram que ele iria reencarnar num cantor de pagode paulista só pra deixar de ser besta.

-Acabei de falar com o Jim Morrison...

-Ih, esse aí é foda. Quer comer todo mundo. Não dispensou nem a Aracy (de Almeida). O cara só pensa em trepar.

-Quem mais você tem contato?

-Olha, o cara que me pentelha por aqui é um tal de Leandro. Pô Tim, me ensina a cantar, me ensina a cantar. Meu irmão, tu já era. Morreu. Me deixa em paz. Mas o cara é pentelho pra caralho.

-Sabe se alguém já voltou?

-A rádio peão daqui me disse que o tal do Kurt (Cobain) vai voltar praí. Dizem que ele morreu antes do tempo e vai pagar a pena tocando numa banda decadente de axé. Falaram que agora sim ele vai ter razão pra se matar.

-Cara, isso sim é castigo.

-Outro que se fudeu foi o Flávio Cavalcante. Vai voltar pra ser VJ da MTV. Além de ter que nascer retardado ainda vai ter que apresentar clip cu...hahahahaha (risada vulcânica)

Quando eu já estava ficando íntimo do cara, a Dona Vera resolve voltar.

-Ai meu Deus. Quase não volto. Esse espírito era muito pesado. Estou muito tonta...

E desmaiou.

Apesar do cagaço, sai satisfeito com a experiência e vou voltar assim que D.Vera sair do coma.

Facebook

AGENDA

<<  April 2014  >>
 Mon  Tue  Wed  Thu  Fri  Sat  Sun 
   1  2  3  4  5  6
  7  8  910111213
14151617181920
21222324252627
282930    

NEWSLETTER

Deixe seu nome e e-mail para receber nossa newsletter.