Monday Sep 01

Scritti Politti

Attention: open in a new window. PrintE-mail

 

divulgaçãoGartside cresceu no sul do País de Gales e foi membro da Liga Juvenil Comunista em sua adolescência. Durante seus tempos na Liga, conheceu Nial Jinks, o futuro baixista do Scritti Politti. Pouco tempo depois entrou no Colégio de Artes de Leeds, onde conheceu o baterista Tom Morley. Em 1978, Gartside e Morley deixaram a escola e se mudaram para Londres, Gartside convidou Jinks para acompanhá-los e três meses depois da mudança gravou o primeiro single do Scritti Politti, com capa pintada a mão. O single, Skank Bloc Bologna, vendeu surpreendentes 2 mil e quinhentas cópias, todas feitas à mão e chamou a atenção da Rough Trade que aceitou relançar o trabalho com outras 15 mil cópias.

Ao vivo, o som do Scritti Politti é fragmentado, tenso e fortemente experimental, com mudanças rítmicas abruptas e deslocadas, mais harmonias dissonantes adicionadas ao vocal doce de Gartside interpretando letras obscuras e vagamente politizadas. Ainda que ninguém soubesse como os ouvintes entenderiam as viagens sonoras da banda, a Rough Trade estava extremamente excitada com o Scritti Politti, tanto que rapidamente lançou o EP 4 A-sides, também conhecido como Pre-Langue EP e um compacto quádruplo com gravações feitas pela banda no Peel Session. Ao mesmo tempo, o Scritti Politti sai em turnê pelo Reino Unido ao lado do Gang of Four e do Joy Division, mas, exausto e estressado com a turnê, Gartside tem seu primeiro ataque cardíaco com apenas 23 anos. Mesmo assim o Scritti Politti termina a turnê e Gartside resolve passar um ano no País de Gales longe da música.

Quando Gartside retorna, o Scritti Politti entra em uma nova fase, mais pop, ainda que mantendo as letras soturnas. The Sweetest Girl, primeira demo desta nova fase, foi lançada em cassete encartado na revista New Musical Express e rapidamente se tornou popular na Inglaterra, mesmo assim a versão definitiva para a canção, que sairia em single, demorou vários meses para chegar às lojas. Em setembro de 1981, finalmente, lançam seu primeiro álbum: Songs to Remember. O disco chegou ao primeiro posto das paradas independentes e no sexto lugar da parada pop no Reino Unido. Ao mesmo tempo o grupo tem sua primeira baixa, Tom Morley abandona a banda em novembro. Com isso Gartside sai novamente em férias enquanto as grandes gravadoras começam a disputar um contrato com o grupo.

Gartside segue para Nova York e conhece David Gamson, letrista que o apresenta ao baterista Fred Maher (Materials). Com a nova formação a banda volta aos estúdios em 1983 e trabalham com Nile Rodgers na produção do segundo álbum, mas Gartside, rapidamente, diz que a Rough Trade não tem estrutura para trabalhar com o tipo de música que ele está interessado em fazer. Com o fim da parceria, o projeto com Nile Rodgers não sai do papel. Independentemente disso, Gartside começa a negociar com diversas gravadoras, terminando por assinar com a Virgin Records, na qual lançam Cupid & Psyche 85.

O trabalho é lançado em junho de 1985 cercado de expectativas. Até então nenhum álbum pop, até então, havia conseguido integrar a tecnologia da época à suas canções como o Scritti Politti neste trabalho. A verborragia de Gartside é evidente em Cupid & Psyche 85, mas, segundo os críticos da época, o fã não tinha que se preocupar com as letras, apenas apreciar a música. Algumas canções traziam diálogos de Gartside com uma vocalista, como A Little Knowledge, uma canção pop com características de tragédia. Até mesmo a faixa bônus, Flesh and Blood, em parceria com Ann Swinton soa atual, mesmo quando ouvida 20 anos depois. Mas os grandes hits do álbum no Reino Unido são Wood Beez e The Word Girl e nos Estados Unidos é a canção The Perfect Way, que chegou ao número 11 da Billboard Hot 100 e teve grande aceitação na MTV. As inovações musicais que apareceram em Cupid & Psyche 85 rapidamente foram absorvidas por outros artistas, tanto que os críticos, hoje em dia, esqueceram que foi o Scritti Politti que as trouxe à tona pela primeira vez.

Com o sucesso do segundo álbum, Gartside passou a trabalhar com vários outros nomes da música pop, principalmente com Chaka Khan. O Scritt Politti, devido ao envolvimento de seu líder em outros projetos, só volta à cena em 1988 com o álbum Provision e consegue emplacar o single de Boom! There She Was na Inglaterra, mas não causa nenhum efeito nos Estados Unidos, pra piorar o próprio Gartside não gostou do resultado final do trabalho. Ao mesmo tempo, o vocalista começa a sentir medo dos palcos e abandona as apresentações ao vivo e passa a fazer apenas algumas poucas aparições promocionais e participar de entrevistas bestas com apresentadores que sequer sabiam quem era ele ou algo sobre seu trabalho. Desgostoso com a música, Gartside resolve voltar ao anonimato, do qual sai somente 10 anos depois.

Em 1999 o Scritti Politti lança Anomie & Bonhomie e nos poucos shows feitos, é possível perceber que a banda não perdeu o curso da história ao incluir elementos do hip-hop em seu som graças à parcerias feitas com os rappers Mos Def e Jimahl. Um ótimo disco, mas que recebeu uma acolhida fria pelos fãs nem um pouco interessados nas viagens mescladas à house music de Gartside o que, novamente, o faz sumir do mainstream por outros sete anos.

Totalmente produzido e gravado na casa de Gartside, White Bread Black Beer mostra uma nova mudança nos rumos do Scritti Politti, que volta ao guitar-pop relembrando os primeiros álbuns da carreira da banda - talvez por força do sucesso da coletânea lançada em 2005 pela Rough Trade. White Bread... chega às lojas em 2006, pela Rough Trade, selo responsável pelo primeiro lançamento da banda, nos longínquos anos 1980. Para os fãs é apenas a prova de que Gartside continua inspirado e trabalhando.

Por Valdir Antonelli, com informações da All Music Guide

Facebook

AGENDA

<<  September 2014  >>
 Mon  Tue  Wed  Thu  Fri  Sat  Sun 
  1  2  3  4  5  6  7
  8  91011121314
15161718192021
22232425262728
2930     

NEWSLETTER

Deixe seu nome e e-mail para receber nossa newsletter.