Friday Aug 22

Pink

Attention: open in a new window. PrintE-mail

divulgaçãoCom 13 anos já era conhecida nos clubes da Filadélfia, primeiro como dançarina, depois como backing vocal do grupo de hip-hop Schools of Thought. Aos 14 passou a escrever suas próprias canções e no mesmo ano, um DJ do Club Fever a colocou para cantar uma noite por semana. Em uma destas noites, Pink se apresentou para executivos da gravadora MCA que a chamaram para um teste com o grupo Basic Instinct. Aprovada, mas sem sorte, a carreira de Pink com o grupo foi curta, já que o Basic Instinct acabou pouco tempo depois.

A cantora ficou pouco tempo desempregada, sendo chamada para o trio feminino Choice. O grupo assina com o selo La Face, pertencente a L.A. Reid e Babyface, por onde lançam uma primeira demo. Pink deixa o trio logo depois por divergências musicais, mas, durante as gravações da demo, conhece o produtor Daryl Simons que a chama para uma participação na canção Just t Be Loving You. Impressionados com a cantora, a La Face resolve apostar no trabalho solo de Pink, que também redescobre seu lado compositora.

Em 1999, Pink começa a gravar seu primeiro trabalho, Can`t Take Me Home, dividindo as composições com diversos compositores e produtores de dance music e R&B. O álbum é lançado em 2000 e ganha disco duplo de platina pelas vendas, além de emplacar três canções entre as 10 mais da parada americana: There U Go, Most Girls e You Make me Sick. No mesmo ano sai para sua primeira turnê abrindo para o grupo *N Sync. Mas logo descobriria que seu futuro não estava ligado ao pop adolescente.

Antes de lançar seu segundo disco, Pink participou da regravação da canção Lady Marmalade, de Patti LaBelle, ao lado de Mya, Lil`Kim e Christina Aguilera. A canção se transforma em hit, batendo no topo das paradas inglesas e americanas e chamando atenção para o primeiro single do segundo álbum da cantora: Get the Party Started. A canção entra no Top Five americano e é considerada um dos maiores hits de 2001. Logo depois é lançado M!ssundaztood, também ganhando álbum duplo de platina. Este segundo trabalho mostra uma cantora mais segura e agora apostando no pop rock, graças a ajuda de Linda Perry, ex- 4 Non Blondes, co-responsável por quase todas as faixas do álbum, além de Steven Tyler e Richie Sambora que dão uma mãozinha nos arranjos. M!ssundaztood recebe boas críticas e seu segundo single, Don`t Let Me Get Me, também estoura e chega ao Top 10 das paradas.

Em novembro de 2003 chega às lojas o terceiro disco da cantora. Try This entra mais fundo no rock and roll, `culpa` de Tim Armstrong, do Rancid, que escreve oito canções do novo trabalho. O primeiro single é Try This, que empaca na quadragésima posição da Billboard. Apesar disso, Pink ganha o Grammy de melhor perfomance rock do ano.

Apenas três anos depois, em março de 2006, a cantora lança um novo trabalho. I`m Not Dead. O primeiro single, Stupid Girls, faz uma ácida crítica ao mundo das celebridades e a canção Dear Mr President ataca diretamente o presidente Bush. O clima é ainda roqueiro, mas com algumas aberturas ao R&B em faixas como With My 13 Year Old Self  I Got Money Now. O álbum aparentemente resgata o sucesso dos dois primeiros trabalhos, tendo vendido quase 300 mil cópias desde sua estréia, no final de março.

Por Valdir Antonelli, com informações da All Music Guide

Facebook

AGENDA

<<  August 2014  >>
 Mon  Tue  Wed  Thu  Fri  Sat  Sun 
      1  2  3
  4  5  6  7  8  910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

NEWSLETTER

Deixe seu nome e e-mail para receber nossa newsletter.