Thursday Oct 30

Killing Chainsaw

Attention: open in a new window. PrintE-mail

Enquanto a primeira não foi muito além da coletânea "Pircórócócór" (1995) do selo Banguela/Warner, passando de uma sonoridade na linha do My Bloody Valentine para a do Nirvana, a segunda é citação obrigatória na história do rock brasileiro.

Formado no final da década de 80, o Killing Chainsaw foi famoso por fazer os shows mais alucinantes do circuito independente. A banda conseguia arrastar fãs para seus shows e era recebida pela mídia como a grande revelação do rock.

DISCOS

As primeiras composições, tinham uma criativa combinação entre bubblegum e Sonic Youth. O primeiro álbum lançado somente em vinil, "Killing Chainsaw" (1992), apresentou uma sonoridade que seria difundida anos depois não só no Brasil, como na cena alternativa na Inglaterra e Estados Unidos: peso, melodia e distorção. Apesar da produção deixar um pouco a desejar, o disco esgotou e hoje é ítem de colecionador.

Com tanto falatório sobre a música de Rodrigo Gozo, Rodrigo César, Gerson e Pedrinho, a banda divide os holofotes do meio independente com os amigos do Pin Ups. Depois de uma apresentação demolidora no Juntatribo em 1993 (que seria repetida no ano seguinte na segunda edição do festival de Campinas), o Killing Chainsaw foi contratado pela multinacional Roadrunner e lançou o segundo álbum, "Slim Fast Formula" (1994), com uma boa produção e até distribuição no exterior.
Este disco deixa bem claro o talento, equilíbrio e entrosamento da banda com alternância dos guitarristas Rodrigos nos vocais, do discreto e eficiente Gerson no baixo e do visceral baterista Pedrinho – talvez, o maior baterista dos palcos alternativos.

O FIM

Com 17 canções, dentre elas duas covers ao melhor espírito rock’n’roll ("Rockte to Ride", do Kiss e "The Woke of Jo", do DeFalla), o "disco das pílulas" prometia uma banda próxima a subir degraus mais altos se não fosse os percalços da indústria musical brasileira. O Killing Chainsaw foi mais uma das inúmeras bandas a não sobreviver às dificuldades do mercado. Com a mudança de Rodrigo Cesar para Londrina, a banda foi acabando aos poucos. O que foi definitivamente confirmado com o crescimento de Rodrigo como "Grenade man".

O Killing Chainsaw conseguiu o que pouquíssimas bandas conseguiram depois de acabar: deixar não um, mas dois hits capazes de animar qualquer festa. O primeiro disco eternixou "Fuck You Gently" e o segundo álbum tem o clássico dos clássicos alternativos brasileiros, "Evisceration".

Andhye Iore (http://www.odarainternet.com.br/supers/musica/killing-bio.htm)

* Se alguém tiver contato com o autor, por favor, fale conosco, tentamos contata-lo, mas o e-mail que encontramos não existe mais.

Facebook

AGENDA

<<  October 2014  >>
 Mon  Tue  Wed  Thu  Fri  Sat  Sun 
    1  2  3  4  5
  6  7  8  9101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

NEWSLETTER

Deixe seu nome e e-mail para receber nossa newsletter.