Monday Sep 01

Funeral for a Friend

Attention: open in a new window. PrintE-mail

Funeral for a Friend - divulgaçãoLogo depois, botou no mercado outro EP, que dessa vez se chamava Four Ways To Scream Your Name. Esses títulos foram lançados pelo selo Kerrang! Magazine e automaticamente se tornaram um sucesso. Logo depois, no ano de 2003 foi lançado o primeiro full-lenght do grupo, intitulado de Casually Dressed And Deep In Conversation, pela Warner Music do Reino Unido, e que ganhou um Disco de Ouro naquele país.

Estranhamente o disco não saiu nos EUA, onde estava sendo lançado um EP de sete faixas intitulado Seven Ways To Scream Your Name que continha várias músicas dos EP´s mais antigos e algumas do Casually. Com esse disco se tornaram a primeira banda do Reino Unido  distribuída nos EUA pelo conceituado selo indie Ferret. Na sequência eles emplacaram três singles consecutivos no Top 20 europeu, ganharam o Kerrangs Best Newcomer Award (Prêmio de Artista Revelação da Kerrang) e foram capa de diversas revistas.

No mesmo ano, o Funeral For A Friend embarcou em uma série de turnês de grande importância, inclusive abrindo shows pela Europa para seus heróis de infância, o Iron Maiden. As tours continuaram pelo verão de 2004 com participações na The NME´s Awards Tour, onde foram atração principal e Projekt Revolution Tour onde fizeram shows ao lado de grandes nomes como, Linkin Park, Korn, The Used, Helmet e Snoop Dogg.

Logo em seguida, o DVD Spilling Blood In 8mm foi lançado com apresentações ao vivo, clipes e um documentário da banda. No início de 2005, o Funeral For A Friend viu todos os oito mil ingressos para seu concerto no Alexandra Palace serem vendidos num piscar de olhos. Passada a época de turnês, entraram em estúdio para gravar um novo álbum intitulado Hours. Mas não era um estúdio qualquer, era o lendário Estúdio Bad Animals, situado em Seattle, Washington, onde bandas como Pearl Jam, Nirvana e R.E.M. já gravaram.

Nos 2 meses que se sucederam, passaram o tempo todo tentando criar algo que soasse novo mas que não fugisse das raízes criadas por eles nos álbuns anteriores. Para ajudá-los chamaram o produtor Terry Date, reconhecido por seus trabalhos com Soundgarden, Pantera, Deftones e Limp Bizkit.

Uma curiosidade sobre o álbum é que ele usou alguns métodos diferentes em sua gravação, por exemplo: registrar os vocais de Matt Davies dentro de um carro em movimento e também em uma rua cheia de pessoas. A consequência de todo esse esforço em conjunto deu resultados incríveis: um disco com maturidade e força, ora agressivo e pesado, ora calmo e pacífico, tanto nas melodias quanto nas letras. Esse segundo álbum da banda que foi lançado em junho alcançou a marca de mais de 60,000 cópias vendidas em apenas duas semanas, e assim ganhou um Disco de Prata. Para divulgá-lo ainda mais entraram em uma série de turnês. Nos primeiros dezesete shows da UK Tour todos os ingressos foram vendidos, sinal de que o sucesso está cada vez maior.

Chegaram a participar também da famosa Warped Tour e outras. Hoje vemos uma banda excitada para trabalhar com Terry em um terceiro álbum e viajar pelo mundo mais uma vez em busca de entreter o máximo de fãs possíveis.

Release

Facebook

AGENDA

<<  September 2014  >>
 Mon  Tue  Wed  Thu  Fri  Sat  Sun 
  1  2  3  4  5  6  7
  8  91011121314
15161718192021
22232425262728
2930     

NEWSLETTER

Deixe seu nome e e-mail para receber nossa newsletter.