Monday Sep 01

Vampire Weekend

Attention: open in a new window. PrintE-mail
Original de Nova Iorque, a Vampire Weekend foi formada em 2006 e alcançou um reconhecimento rápido devido a seu sucesso junto a uma enorme variedade de blogs, como o Stereogum, que desde o começo aplaudiram seu trabalho, influenciado pela  música popular africana e pela música ocidental clássica.

 

Os membros da banda se conheceram enquanto frequentavam a Universidade de Columbia, em Nova Iorque. Eles próprios produziram seu primeiro álbum, enquanto faziam muitos trabalhos simultaneamente. Antes de formar a banda, o vocalista Ezra Koenig e o baterista Chris Tomson formaram o L'Homme Run, um grupo de rap. Ezra também tocou saxofone em um grupo de jazz livre, Total War, e em uma banda de afro-pop, The Dirty Projectors, ambas em Nova York.

Em 2007, o terceiro single da banda, "Cape Cod Kwassa Kwassa", foi o 67º colocado na lista de 100 melhores músicas do ano da Rolling Stone, e em novembro, eles viajaram para o Reino Unido com os The Shins. Foram eleitos "A melhor nova banda do ano" pela consagrada revista Spin. Em janeiro de 2008 lançaram seu primeiro álbum, intitulado “Vampire Weekend”, considerado o maior sucesso indie do ano, que vendeu cerca de 300 mil cópias só nos Estados Unidos e ganhou disco de ouro na Inglaterra.

“Contra”, o segundo álbum, lançado em janeiro de 2010, consagrou definitivamente o grupo. Algumas bandas permanecem com o mesmo tipo de som durante toda a sua existência. Outras mudam o rumo tão abruptamente que saem completamente do caminho inicial. Em seu segundo álbum, o Vampire Weekend não seguiu nenhum dos dois caminhos. Ou talvez os dois. “Acho que soamos mais como Vampire Weekend neste album do que no primeiro”, afirmou o baterista Christopher Tomson.

“Contra” chegou repleto de novas idéias e, ao mesmo tempo, soa imediatamente familiar, mostrando uma variedade de sons e ritmos com forte peso emocional. “É mais triste que o primeiro, um pouco mais sentimental”, diz o vocalista Ezra Koenig. “As músicas são cativantes, os temas envolvem a dúvida, a perda e o arrependimento que se acumulam de forma quase imperceptível, mas juntos impressionam pela força.”

Segundo Ezra, as ideias para este álbum estavam na cabeça de todos desde antes do lançamento do primeiro disco.  Eles começaram a gravar em janeiro de 2009, apenas duas semanas depois de terminar uma turnê mundial de 18 meses do lançamento do álbum de estréia da banda.  Em  março de 2009, a banda fez pela primeira vez uma turnê pelo México e gravaram mais material novo para o álbum a poucas quadras da casa de Frida Kahlo, no bairro de Coyoacán na Cidade do México. Em Monterrey, eles encontraram uma “alma gêmea” no DJ / Produtor Toy Selectah, com quem trocaram  idéias e conversaram sobre filosofia durante dias em seu estúdio particular, retornando a Nova York “energizados” para completar a gravação.

Entre as muitas inflluências confessas deste trabalho estão a Hallelujah Chicken Run Band, o funk brasileiro, a música de Bollywood, Philip Roth, Beethoven, NYC 1983, e o segundo album dos Beastie Boys, "Paul's Boutique, entre outros. As música e letras do Vampire Weekend servem tanto para construir como para desconstruir o mundo a sua volta, suscitando indagações e a vontade de decifrar suas mensagens.

Release

Facebook

AGENDA

<<  September 2014  >>
 Mon  Tue  Wed  Thu  Fri  Sat  Sun 
  1  2  3  4  5  6  7
  8  91011121314
15161718192021
22232425262728
2930     

NEWSLETTER

Deixe seu nome e e-mail para receber nossa newsletter.