Monday Sep 01

Millencolin

Attention: open in a new window. PrintE-mail

 

divulgaçãoEm 1993, o baterista Larzon entra na banda e com a nova formação começam a gravar o primeiro álbum pelo selo Burning Heart. Tiny Tunes sai em 1994, sendo editado exclusivamente na Escandinávia. O álbum seguinte, Life on a Plate é, inicialmente, lançado apenas na Suécia, mas, com o grande sucesso em casa, assinam com o selo americano Epitaph e o disco sai nos Estados Unidos em 1995. Dois anos depois lançam For Monkeys, mantendo o espírito dos álbuns anteriores.

Com o relativo fracasso de For Monkeys, a Epitaph resolve aproveitar o primeiro álbum da banda, Tiny Tunes, e lança-lo nos Estados Unidos. A Warner, parceira da Epitaph na distribuição do álbum, não concorda com a capa original e força o selo sueco Burning Heart, a altera-lo. Com isso o disco recebe o nome de Some Old Tunes, os fãs do estilo gostam e o álbum é o primeiro sucesso da banda nos Estados Unidos.

Apenas em 2000 um novo álbum com composições inéditas é lançado. Pennybridge Pionners vem com uma leve mudança nos rumos da banda, sendo o disco mais melódico do grupo, lembrando o trabalho do Bad Religion, por sinal, o álbum foi produzido pelo guitarrista do Bad Religion e dono da Epitaph, Brett Gurewitz. No ano seguinte lançam o estranho EP No Cigar, com algumas canções, em versão ao vivo, que saíram em Pennybridge Pionners.

Outro ano se passa e, em 2002, sai Home From Home, com arranjos mais próximos ao heavy metal, lembrando o finado Hüsker Dü e muito mais trabalhados. O disco é considerado o melhor trabalho do Millencolin.

Em 2004, Nikola Sarcevic lança seu primeiro álbum solo, chamado Lock-Sport-Krock. O disco assusta os antigos fãs do Millencolin por ser totalmente diferente do trabalho feito pela banda. O trabalho solo de
Sarcevic é mais calmo, mais introspectivo, e muita gente chamou de rock adulto, levando a comparações com o som feito por John Maher e o Gin Blossons.

Mas a aventura solo não durou muito, em 2005 o Millencolin lança mais um álbum, chamado KingWood, retornando ao punk característico do grupo. É divulgando este disco que a banda vem ao Brasil em março.

Por Valdir Antonelli, com informações da All Music uide
Foto por Erik Ohlsson

Facebook

AGENDA

<<  September 2014  >>
 Mon  Tue  Wed  Thu  Fri  Sat  Sun 
  1  2  3  4  5  6  7
  8  91011121314
15161718192021
22232425262728
2930     

NEWSLETTER

Deixe seu nome e e-mail para receber nossa newsletter.