All About Eve

Attention: open in a new window. PrintE-mail

All About Eve - divulgação

Mas independente do som, o gênero gótico sempre foi uma tendência na música. E porque não, se lembrar de uma das bandas expoentes do estilo, cuja a relevância para a música sempre passou despercebida mas mesmo assim foi um clássico da década de 80. Trata-se do All About Eve. Em tempo, muitos veneram Chrissie Hynde, do Pretenders. Mas Julianne Regan é muito mais interessante.

A história da banda é praticamente uma amostra do cenário gótico londrino da década de 80. Julianne Regan, freelance da revista ZigZag, era fã da banda Gene Loves Jezebel. Uma de suas primeiras matérias foi sobre os gêmeos galeses. O resultado? Ela entrou para a banda como baixistas no ano de 1982.

A parceria, entretanto, durou apenas dez meses. Com o fim da ZigZag, Regan passou a trabalhar em uma livraria e em seu tempo livre, gravava fitas demo, que enviada para o selo 4AD. Lá, sua fita foi encaminhada para Manuela Zwingman, ex-mentora do X-Mal Deutschland. Manuela queria uma nova banda e Regan foi a resposta. Surgiu o The Swarm.

Encorajado pela turma do The Mission, banda da qual Julianne foi backing-vocals em algumas músicas, ela resolveu dar mais visão à banda. Surgiu Tim Bricheno nas guitarras. Julianne Moore apelidou o som da banda de ´cacofonia de merda sub-gótica´. Quando Manuela mais uma vez abandonou o barco, os dois convocaram Andy Cousin para assumir o baixo e Mark Price, na bateria e se intitularam All About Eve, em homenagem ao filme ´A Malvada´. Com um folk-rock, eles encontraram definitivamente o estilo. O primeiro álbum homônimo causou furor.

Músicas como ´In The Clouds´, ´Wild Hearted Woman´, ´Gold and Silver´ são preciosidades que somente o rock dos anos 80 poderiam forjar. A voz cristalina de Julianne Regan se tornou marca registrada da banda e também fortaleceu este gênero de rock com vocais femininos, mais suaves, mais etéreos, diferente do que Siouxie Sioux fazia com seus Banshees.

O All About Eve marcou presença em sua época, ainda que fosse da gama dos alternativos. O estilo de Julianne Regan influenciou uma geração de adolescentes envoltos na música e no gênero gótico, ainda que a banda estive muito mais próximo das sutilezas do folk, principalmente com sua influência de música espanhola do que necessariamente da sonoridade das trevas.

Porém, como uma boa banda alternativa, o fim do All About Eve foi iminente. Os conflitos internos decretaram a morte do grupo. Bricheno deixou a banda e se junto ao Sisters of Mercy logo após a turnê do segundo álbum do grupo – Scarlett and Other Stories.

Com a saída de Bricheno, All About Eve convocou Marty Willson-Piper para as guitarras. Touching by Jesus foi o novo disco, recebido com frieza. Era hora de mudar. Ultraviolet, de 1994, diferente de tudo o que haviam feito praticamente decretou a morte do AAE. Regan pulou fora para integrar o Mice e junto com Bernard Butler fez o étereo Jules et Jim.

Mais uma vez o The Mission veio em resgate. Em 2000, os missionários chamaram Julianne para abrir os seus shows. Lá estava novamente o All About Eve, que ganhou força novamente e partiu para a estrada sozinho. Inclusive a turnê rendeu um álbum acústico, Fairy Light Nights. No ano seguinte, mais turnê e outro disco acústico. Com os novos shows, óbvio que caça-níqueis, a banda conseguiu mostrar ainda seu vigor, ainda que não mais com a mesma paixão da década de 80, ainda que, felizmente, reste a memória e antigos CDs para lembrar que na década de 80 pulsava uma vitalidade apaixonada do pop-rock, que nunca mais foi a mesma.

Por Danilo Corci

Facebook

AGENDA

<<  April 2014  >>
 Mon  Tue  Wed  Thu  Fri  Sat  Sun 
   1  2  3  4  5  6
  7  8  910111213
14151617181920
21222324252627
282930    

NEWSLETTER

Deixe seu nome e e-mail para receber nossa newsletter.